sexta-feira, 1 de abril de 2022

schopenhauer ,Aforismos Para a Sabedoria da Vida Primeiro capitulo divisão fundamental ,

 Primeiro capitulo divisão fundamental 


Aristoteles que dividiu os bens da vida  humana em três  classes 

Os exteriores ,

Os da alma e 

Os do corpo.


Conservando apenas essa tripartição schopenhauer dedemonstra  que o que estabelece a diferença entre os mortais pode ser reduzido a três determinações fundamentais que são :


Daquilo que se é

Daquilo que se tem 

Daquilo que se representa


Cada uma desta tem influencia sobre o bem estar e felicidade do ser humano sendo aquilo que se é o fator principal

O que alguem é ,são o que a propria natureza colocou nos homens, cada ser humano é diferente por dentro e isso afeta suas percepçoes de mundo por isso para muitas pessoas um acontecimento pode ser desastroso e para outra pessoa não pois cada um tem uma percepção  de mundo diferente .


Muitas pessoas tem inveja de uma pessoa que conseguiu fazer alguma coisa interessante ,sendo que o que na verdade deveria ser invejado é o dom de concepção que empregou nos eventos , pois o mesmo evento que concebe em uma mente rica seria disperdiçada em uma mente pobre , ou ainda  pra falar de forma mais vulgar,cada um esta presso em sua propria consciencia , e vive apenas nela ,por consequinte o que vem de fora é de pouca ajuda 


No teatro um interpreta o príncipe outro o conselheiro, um o servo outro um soldado, um general  mais essas diferenças são apenas no exterior no interior no cerne dessas aparições encontre se o mesmo em todos, um pobre comediante com seus flagelos e necessidade também na vida é assim as diferenças de posição e de riqueza dao   a cada um o seu papel a ser interpretado mais isso não corresponde de modo alguma uma indiferença interior quanto a felicidade e ao bem estar,pois também aqui esta metido o mesmo pobre diabo com suas necissidades ,flagelos e carencias .

A felicidade encontra limite no interior de cada pessoa ,pois cada um tem sua percepção de mundo ,como por exemplo cervantes vivia presso a em sua propria concepção da realidade , assim tambem é com os animais por mais que um ser humano queira fazer seu animal de extimação feliz  existira um limite no proprio circulo do animal devido ao seu ser e sua consciencia ,assim tambem é com o homem sua individualidade estabele limite a felicidade possiveis  em especial sua intelectualidade 

Em especial a saude supera os bens exteiores que , em verdade um mendigo saudavel é mais feliz que um rei doente 

um temperamento calmo e jovial , uma  saude  perfeita ,um entendimento lucido ,vivaz e que concebe uma vontade moderada,branda são meritos que nenhuma posição ou riqueza podem substituir ,pois o que alguem é para si mesmo, ninguém pode lhe dar ou tirar é manifestadamente para ele mais essencial do que tudo que puder possuir ou ser aos olhos dos outros

Um homem espiritualmente rico consegue se divertir com suas fantasias mesmo na solidão ,emquanto um homem obtuso mesmo rodeado de  colegas festas ,passeios  não consegue afujentar o tedio que o martiriza

O homem espirituoso pode sentir se satisfeito em circusntancias adversas ,enquanto o cobiçoso,invejoso e mau não se contenta nem mesmo em meio as riquezas.

por isso Socrates  ao ver artigos de luxo disse "quantas coisas existem de que eu não necessito "


Em consequencia  o primordial e mais essencial para a nossa felicidade de vida é aquilo que somos ,nossa personalidade porque  ela é constante e ativa  em todas as circunstancias .além do mais ,não esta,como os bens  submetida a sorte e não nos pode ser arrancada 



Para sermos felizes devemos procurar ocupações que tem haver com a nossa  personalidade

Um homem hercúleo,dotado de força muscular incomum e que divido a circunstancias da vida tenha  que  se entregar a uma ocupação sedentaria , a um trabalho manual meticuloso ou a praticar estudos e trabalhos cerebrais  que exigem força totalmente  diferentes desenvolvida nele, sentirar se infeliz pelo resto da vida .Porem mais infeliz ainda  é aquele cujas as forças intelectuais  são bastante preponderantes  que tem de deixar de lado para praticar um negocio vulgar ou um serviço braçal para qual seua força e insuficiente 


É mais sabio trabalhar  pelo conservaão  da propria saude  e pelo desenvolvimento das proprias capacidades do que pela requeza,porem não devemos negligenciae a aquisição do necessario e conveniente, mais a abundancia contribui pouco para a nossa felicidade ,por isso muitos ricos são infelizes por serem  desprovidos de uma riqueza espiritual,de conhecimentos ,alem de ser perturbado pelas muitas preocupações em manter seu patrimonio. Não obstante os homens estão empenhados mil vezes mais em adquirir patrimonio do que em sua formação espiritual sendo que essa é a principal pra felicidade


Vemos no mundo  muitas pessoas trabalhando dia e noite pra acumular riquezas e se tiverem sorte chegaram ao fim da vida  com uma montanha de dinheiro  , não aproveitando em nada a vida  e nao conseguindo aproveitar nem no final por causa de diversos problemas de saude ,muitas vezes deixando tudo para herdeiros que espanjam tudo porter muita riqueza material e nenhuma espiritual .








O fator principal para se ter felicidade é a saúde ,imagine  uma pessoa muito rica e com muita fama se ela não tiver saúde não conseguira aproveitar nada 

O que Schopenhauer diz é que não vale a pena sacrificar a saúde em busca de trabalho,riqueza e satisfação de carências pois se quando se conquistar tudo isso não conseguira aproveitar 

Sem dizer que nosso pensamento muda as vezes o que queremos hoje não iremos querer amanha , ou pdemos simplesmente perceber que não era bem isso que queríamos , Schopenhauer diz que o ser humano tem a mania te ver a felicidade la na frente e quando ela se aproxima as vezes não dura muito

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Enciclopédia (Dicionário A a Z )

A a Ā Abacate Abacateiro Abacatuaia Abacaxi Ábaco Abadengo Abadessa Abadia Abadim Abadir abafa...