Para falar reforma agraria


O que é reforma agrária 

A reforma agrária é um tipo de uma reestruturação ou mudança que afeta diretamente as bases da sociedade.  ela redistribui  de forma mais igualitária o  tamanho das propriedades.
A princípio a reforma agrária é uma ação necessária em um país de práticas de concentração fundiária. Quando a reforma é bem planejada, estruturada e executada, os benefícios podem ser notados pela população., há o entendimento de que a desigualdade social não permite o bom desenvolvimento econômico da população.

Origem da desigualdade social

Pra John Lock Deus deu o mundo pra Adão e seus filhos ou seja ninguém era dono de uma propriedade pessoal é como havia bastante terra no mundo  um homem não podia prejudicar o outro no início da humanidade pois como a terra não tinha nenhum valor e ninguém produzia mais do que o que necessitava pois não se podia guardar os alimentos para sempre  o limite da propriedade era onde  a sua plantação acabava. O trabalho é o agente transformador da propriedade comum em propriedade privada.
Somente com a invenção do dinheiro, ouro, metais  preciosos  é que a propriedade começou a ter algum valor pois estes metais não estragam com facilidade  o homem começou a querer produzir mais para vender comprar mais propriedades e acumular  riquezas
Assim os Donos de terras dizem que trabalharam e que tem o direito daquela acumulação.

Algumas medidas foram tomadas na antiguidade 

Uma boa lei que foi inventada antigamente era que  a herança fosse dividida entre os filhos não mais apenas para o primogênito dividindo assim o poder do clã em consequência  negativa disso era que deixava  o governante mais forte em relação aos mesmos.
As leis antigas como a de Sólon a de Atenas defendida por Platão ou a Mosaica defendia que uma pessoa não podia casar  com um parente externo ou de outra  tribo pra que ela não recebesse duas heranças.

Prós e contras da reforma agrária

Prós

Montesquieu diz que uma pessoa não pode ser tão rica a ponto de que ela intervém na democracia, por exemplo, elegendo políticos e tendo conchavos com administradores públicos e corrompendo os lideres
Montesquieu defendia uma lei que distribuísse terras, ou bens hereditariamente o que seria algo razoável, pois uma pessoa  não deixaria de investir em um determinado lugar ou pais com medo de pagar algum imposto após sua morte.
 A Europa e suas colônias formaram-se em cima de estruturas latifundiárias, onde  posse da terra era  exercida  poucas pessoas. Na Modernidade, o iluminismo  trouxe a ideia de que a terra era um bem comum a todos que exercem a cidadania em um Estado, portanto, deve-se reconhecê-la como um bem que possui um valor social.

Contra

Antigamente quando a maioria dos pensadores socialistas escreveram seus livros a terra era algo muito mais importante do que hoje responsável por cerca de 80 % da riqueza de uma nação hoje em dia com novas tecnologias  que um pedaço de terra produz 8 vezes mais do que naquela época  , a riqueza  não esta mais acumulada na terra mais sim em tecnologias sendo hoje mais produtivo investimento em educação do que em terra.
A tendência é que o valor da terra e do trabalho do campo tende a reduzir cada vez mais com a descoberta de novas tecnologias
A produção alimentar vem aumentando ano após ano e o número de trabalhadores nos campos vem diminuindo
A expectativa de vida mesmo em uma favela e maior que a do homem no campo
O Brasil tem propriedades menores no campo do que muitos  países.
A reforma agrária seria prejudicial ao  homem da cidade que seria enviado ao campo, pois os preços das comódites já são baixos e levando mais pessoas  o preço cairia mais ainda aqueles que não se precisa  de maquinários sofisticados e engenhosidades. Adam Smith diz que  um dos motivos é o que acontece na cidade que tem preços altos em certas profissões isso faz com que o homem do campo tenha prejuízo em relação a essas profissões. 
No Brasil um agricultor tem uma renda a um terço dos trabalhadores das cidades mesmos nos países desenvolvidos o agricultor tem uma renda em media de 30 % menor do que os trabalhadores das cidades
O preço de uma propriedade  daria pra pagar 3 salários mínimos por 8 anos e mais estudo para uma família de 4 pessoas  o que seria muito mais rentável do que dar uma terra pra uma pessoa que não sabe plantar
A reforma agrária foi instituída na revolução francesa o que levou a pobreza na frança
Muitos latifundiários foram obrigados a dar ou a vender suas terras por um valor menor do que ela valia sendo entregue para camponeses que não produziam nada para vender, alguns nem para consumo fazendo assim com que o preço dos alimentos subissem muito  e os ricos que produziam ficaram com medo de investir na frança e perder seus bens ,investindo assim em outros países essa crise fez  com  que os burgueses apoiassem Napoleão
Assim sendo é muito perigoso tirar terra de alguns e dar para outros, pois isso poderia levar a fome população e a miséria da população  fazendo  com que muitos empresários tenham insegurança jurídica. Se a terra fosse comprado pelo governo seria também prejudicial à maioria da população que teria que pagar via impostos o valor dessa terra doada que também iria gerar inflação como na época dos militares.
“A lei não queria que um só homem possuísse várias porções”, conclui a respeito da necessidade de limitação de propriedades transmitidas por meio de herança, emendando que “compete a leis particulares igualar, por assim dizer, as desigualdades pelos encargos que elas impõem aos ricos e pelos desencargos que elas concedem aos pobres”. Pois uma pessoa não poderia ser muito rica a ponto de intervir na democracia e no governo defendia que a terra deveria ser divida em pequenos lotes que nem era na Roma antiga.

Bibliografia : Adam Smith: riqueza das nações , Montesquieu : Espirito das leis, John locke : segundo tratado sobre o governo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Significado do piercing na língua

Vespa mandarina

Quinquina (Cinchona officinalis)

Arvore

Certa vez perguntaram a Albert Einstein: “Qual é a sensação de ser o homem mais inteligente a estar vivo? A resposta de Einstein foi: “eu não sei, você tem de perguntar ao Nikola Tesla”