Apocalipse de Baruch 61


A Sétima Água, Escura
"A sétima água, escura, que viste é o projeto perverso de Jeroboão da construção de dois bezerros de ouro, e os atos sacrílegos dos reis que lhe sucederam, a excomunhão de Isabel, a adoração dos falsos deuses que naquela época eram cultuados em Israel, a contenção das chuvas, as privações da fome, de tal sorte que as próprias mulheres devoravam o fruto do seu ventre, o tempo da deportação, que atingiu nove e meia tribos, porque viviam em muitos pecados.
"Assim, veio o rei dos assírios, Salmanassar, e levou-os prisioneiros. E muitas coisas poderiam ser ditas também dos povos pagãos, dos muitos delitos e violências por eles sempre praticados, nunca se comportando com retidão.
"Isso é a sétima água, escura, que viste.

Apocalipse de Baruch 60 Apocalipse de Baruch 61 Apocalipse de Baruch 62





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Significado do piercing na língua

Vespa mandarina

Quinquina (Cinchona officinalis)

Certa vez perguntaram a Albert Einstein: “Qual é a sensação de ser o homem mais inteligente a estar vivo? A resposta de Einstein foi: “eu não sei, você tem de perguntar ao Nikola Tesla”